30 maneiras de se conectar digitalmente com os adolescentes durante a pandemia da COVID-19

Os líderes de adolescentes geralmente têm muitos empregos, e a COVID-19 adicionou um (ou cinco) a mais, de especialista em inovação digital, ou diretor de vídeo chamadas… Algo desse tipo!

É por isso que o Pense Laranja, tem incentivado conversas com líderes de ministério realmente inteligentes, a saber, pessoas como você, que já foram pioneiras em algumas soluções inovadoras para ajudar os ministérios de jovens a se conectarem digitalmente.

Queremos compartilhar algumas dessas ideias incríveis aqui, de forma a aprendermos uns com os outros.

Atenção! Existem dezenas de maneiras para realizarmos cada uma dessas ideias. É por isso que a lista abaixo é apenas um ponto de partida. Afinal, o que um grupo considera legal, o outro pode achar chato (você entendeu, né?). Portanto, é importante CONTEXTUALIZAR e descobrir como isso funciona melhor em seu grupo!

Melhor ainda, se você tiver ideias sobre algo que viu ou fez, e gostaria de enviar para ajudar outros ministérios, compartilhe conosco por meio da nossa comunidade no Facebook!

1. Show de talentos
Usando a vídeo chamada em grupo, dê a cada participante a oportunidade de mostrar um talento. Por exemplo, cantar uma música, tocar um violão, fazer stand up de comédia, dançar, compartilhar um desenho, fazer malabarismos com uma bola de futebol, etc. Pode ser algo espontâneo ou algo para você se empenhar numa campanha on-line.

Eleve para o show. Grave o show de talentos. Escolha os 10 primeiros e convide os pais dos artistas  para assistirem e votarem!

2. Jantar de gala
Muitos adolescentes do nono ano ficaram chateados por perderem a oportunidade de ir à formatura.

Que tal se você reunir esses grupos digitalmente para mostrar as roupas “chiques”, proporcionando uma boa oportunidade para eles se produzirem, hein?  Dê a eles a chance de se encorajarem, estimulando uns aos outros, e peça para sentarem num lugar legal para fazerem uma refeição juntos, estando todos engomadinhos!

Use uma função de captura de tela para tirar “fotos do jantar de gala”, de forma que todos possam compartilhar, caso queiram.

3. Jogos On-line
Agora pode ser a melhor hora para começar a jogar os jogos on-line que eles tanto gostam! Que a sorte esteja sempre a seu favor. Existem vários jogos por aí, tais como: Uno on-line, Monopoly, AmongUS, etc.

4. Sessão de Filme On-line
Reunir o grupo para assistir a um programa, documentário ou filme, e bater um papo, é uma maneira incrível e divertida de ficar conectado.

Existem algumas maneiras de se fazer isso. Uma opção, que exige pouco domínio tecnológico, é dizer a todos para iniciar ao mesmo tempo, proporcionando uma conversa em grupo durante o filme (você pode utilizar o Whatsapp, Telegram ou, até mesmo, o chat dos aplicativos de vídeo chamada).

Dica profissional: veja o filme antes da sua turma. Uma cena inesperada pode fazer com que você perca a confiança.

5. Show de cozinha
Crie um programa de culinária digital. Use ingredientes que provavelmente já tenham em casa, como leite, farinha, açúcar ou chocolate. Que tal fazer um brigadeiro juntos? 

Ainda, você pode criar a aula,  ou convidar uma pessoa mais velha da sua igreja para ensinar, ou dar a cada participante dois a três minutos para apresentar e explicar como fazer uma determinada receita de alguma categoria específica e, em seguida, mostrar o produto final que eles fizeram.

6. Competição acirrada
Desafios podem deixar os pais nervosos, mas, também, podem deixar os adolescentes interessados ​​em participar!

Faça um vídeo estimulando os adolescentes a participarem de alguns desafios. Coisas como fazer o maior empilhamento de bolas de papel, o avião de papel que voa mais longe, mover o biscoito da testa para a boca no menor tempo possível.

Escolha um vencedor para cada desafio e dê a eles um prêmio, se possível, envie um chocolate. Você pode fazer vários desafios por dia, ou fazer um desafio a cada dia!

7. TIK TOK Divertido
Use o recurso do TikTok para recriar vídeos divertidos que sua equipe fez.  Faça com que eles recriem os vídeos TikTok que você fez usando este recurso!

Dica Extra: Caso você ou seus adolescentes não tenham uma conta no Tik Tok, você pode fazer um vídeo curto no celular e encaminhar a eles.

8. Alto-Falante mascarado
Convide alguém para dar uma mensagem para o grupo. Detalhe, a pessoa deverá estar mascarada e fantasiada. Permita que os participantes tenham a oportunidade de adivinhar quem é. Envie ao vencedor um prêmio pelo correio ou leve você mesmo até a residência do adoelscente. Não esqueça a máscara!

Dica Profissional: Você pode pedir que a pessoa altere um pouco o tom de voz, ou utilize um aplicativo para isso.

9.  Programas de perguntas e respostas
Lembra quando os Programas de perguntas e respostas eram um grande negócio? Faça sua própria versão com seus adolescentes on-line! Seja sobre qualquer coisa, ou deixando os adolescentes colocarem as questões juntas para apresentá-las para o grupo!

Dica Profissional: Você já ouviu falar do “Perguntados”? É um ótimo aplicativo com muitas perguntas sobre diversos assuntos.

10. Qual é a música?
Selecione algumas músicas que seus adolescentes conhecem, e faça pequenas pausas nas letras. Peça que os participantes continuem cantando. Vence quem acertar a letra da música corretamente e falar o título da música.

11.  Apresentando um programa de entrevistas
Crie uma programação com um convidado e um jogo, onde o monólogo é o tempo de ensino.
Você encontra sugestões de brincadeiras neste link.
https://www.usmagazine.com/entertainment/pictures/jimmy-fallon-hilarious-talk-show-games-201561/43237/ (em inglês)

12. Contando uma história
Ao vivo, leia uma história para seu grupo (um livro real, ou da Bíblia, ou um devocional). Certifique-se de ter alguém respondendo a perguntas na transmissão ao vivo, conforme eles as enviarem!

Uma variação divertida são as histórias de crianças. Basta pegar um livro infantil e riscar os nomes de todos os personagens. Substitua-os pelos nomes dos participantes do seu grupo. Faça uma chamada à noite, contando uma história para dormir, sendo eles os personagens da história.

13. Bate papo de almoço
Faça com que seu grupo participe de algum tipo de bate-papo por vídeo na hora do almoço. Será divertido marcar um horário para comerem juntos, mesmo que virtualmente, quebrando a rotina.

14. Tutoriais
Conecte os adolescentes com outros grupos ou com adultos que podem ensiná-los sobre diferentes assuntos, por telefone ou por vídeo chat. Pode ser feito por grupo de interesses: chame um gamer para dar dicas, ou uma profissional de maquiagem para dar uma aula de automaquiagem. Certifique-se de ter vários adolescentes e adultos envolvidos durante a chamada, de maneira que não haja nenhum constrangimento por um chat de vídeo individual.  

15. Construa uma história
Escolha uma ordem para cada participante adicionar uma frase à história. Desenvolvam a criatividade uns dos outros. Veja em quanto tempo vocês conseguem concluir a história!

Opção que exige pouco domínio tecnológico: crie um vídeo de você mesmo dizendo uma frase (não mais do que oito segundos) sobre alguma história, e envie esse vídeo para um adolescente. Esse adolescente pega o vídeo de oito segundos que você criou, o coloca em algum software de criação de vídeo simples e adiciona uma frase própria (não mais do que oito segundos).

Em seguida, eles enviam para outro adolescente e também de volta para você. O próximo participante faz o mesmo: adiciona à sua história uma frase e a envia para um novo adolescente, e de volta para você. Você deve monitorar a duração da história e compartilhá-la nas redes sociais assim que estiver concluída.

Lembre-se de que um vídeo muito longo será um desafio durante a troca de mensagens entre todos. É essencial que todos sigam o prazo sugerido e copiem você como o líder em cada texto ao enviarem a história para um novo adolescente.

Isso pode ser melhor para pequenos grupos ou ministérios com um número pequeno de adolescentes. 

16. PASSEIO VIRTUAL PELO QUARTO
Você pode aprender muito sobre seus adolescentes conhecendo seus quartos. Eles compartilham com um irmão (ã)? Eles ganharam algum prêmio por alguma coisa? O que é esse pôster ou foto?

Dica profissional: coloque um cronômetro de 5 a 10 minutos (ou o tempo que você estipular por pessoa) em seu telefone e avise quando o cronômetro acabar.

17. ISSO OU AQUILO
Escolha uma hora do dia, ou um período de tempo, e uma lista de itens por categorias para estabelecer um duelo (crie uma lista), para o qual você vai convidar seus adolescentes para o evento.

Ideias para o duelo de temas: o que eles preferem e o porquê?

TikTok ou Snapchat?

Snapchat ou Instagram?

Facebook ou Instagram?

Coca ou Pepsi?

Futebol ou tênis?

Adidas ou Nike?

YouTube ou Google?

Netflix ou YouTube?

Adicione um painel e determine um item vencedor a cada duelo!

18. Dever de casa
Faça das tarefas domésticas uma competição entre os adolescentes. Exemplo: dê aos adolescentes uma tarefa e o primeiro a voltar para a videochamada ganha.

Publique algo como: “Se alguém está limpando o quarto agora, ligue o Zoom e vamos todos limpar nossos quartos ao mesmo tempo enquanto conversamos”.

19. Guia dos curiosos
As pesquisas são uma forma rápida e fácil de fazer com que os adolescentes se envolvam sem muito empenho da parte deles. Eles só precisam clicar em um botão para responder.

Você pode usar enquetes como:

Quais programas você está assistindo?

Quais filmes você está assistindo?

Que comida você está querendo agora?

Quais atividades você está fazendo agora?

Crie suas próprias enquetes, de acordo com o seu grupo.

20. Uma videochamadas tematica
Pode ser uma festa de Pijamas, festa de Natal, chapéu, festa à fantasia. Basicamente, qualquer tipo de festa que você possa imaginar. Seja o que for, escolha um tema para sua reunião e incentive os adolescentes a participarem.

21. JOGO DE CHARADAS
Escolha alguém para ser o apresentador do jogo. Divida os adolescentes em equipes ou jogue cada um por si. Diga uma  palavra ou frase. Caso não acertem com a primeira rodada de palavra, diga a eles outra palavra de forma a ajudá-los a descobrir qual é a palavra chave. Então, vamos começar a diversão!

22.  DESENHANDO JUNTOS
Faça um desenho simples como um sol.

Dê instruções aos adolescentes para irem desenhando sem verem o seu desenho. Eles podem apenas seguir suas instruções como: um círculo dentro do outro, um “traço de dois centímetro fora do círculo” um em cima, um em cada lateral e outro na parte debaixo do círculo, etc.

23. SALA DE BATE PAPO
Escolha um horário do dia / semana para você sempre estar no Zoom. Deixe os adolescentes saberem que você deseja ouvir os altos e baixos do seu dia / semana.

24. SUPERLATIVOS
Peça aos adolescentes para compartilharem sobre a melhor coisa que fizeram, a melhor coisa que comeram e a coisa mais engraçada que assistiram hoje. Ou, depois de uma atividade em grupo, dê ao nosso grupo superlativos para essa atividade.

Não se esqueça de explicar ao adolescente do ensino médio a respeito do que é um superlativo!

25. MEMÓRIA E AÇÃO
Mostre, em sua tela, seis objetos por um minuto, e cada participante deverá memorizar estes objetos para procurá-los pela casa e mostrar na câmera. Quem trouxer primeiro o máximo de objetos será o vencedor. Pode ser: uma fruta, um travesseiro, um rolo de papel higiênico, um durex, uma meia e um shampoo.

26. SERVIR JUNTOS
Encontre uma necessidade. Compartilhe uma necessidade da sua região. Pensem em atividades e formas criativas em meio a pandemia na qual eles podem servir a uma mesma causa. Exemplo: doando alimentos, roupas, etc.

Procure alguma organização que esteja arrecadando alimentos para doar. Em caso de enchente, há muito a se fazer.

27. CORREIO ELEGANTE
Você já ouviu falar em correio tradicional?  Ele ainda existe, sabia?! 

Pergunte aos adolescentes se eles receberam alguma carta de alguém pelo correio tradicional.

Escrevam uma carta ou um cartão para algumas pessoas durante a chamada. Encontre uma forma de enviar pelo correio para as pessoas da sua igreja.

Envie algo para seus adolescentes pelo correio! Cartões postais digitais ou virtuais em seus e-mails podem ser uma maneira super divertida para se conectarem.

 

28. VIRTUALMENTE JUNTO NO CULTO
Que tal proporem para assistirem à transmissão do culto juntos? Pode ser uma boa ideia.

29. DEVOCIONAL EM GRUPO COM A YOUVERSION
Provavelmente não há melhor momento do que agora para ajudar os adolescentes a desenvolverem o hábito diário de passar alguns minutos lendo a Bíblia e orando. O “YouVersion Bible App” é um ótimo lugar para fazer isso. Existem planos de leitura para cada série XP3, e você pode convidar outras pessoas para fazer os devocionais com você.

Quer se conectar com eles? Libere vídeos devocionais rápidos de 60 segundos para seus adolescentes, mostrando você lendo ou falando através do devocional.

 

30. CAÇA AO TESOURO
Dê aos adolescentes uma caça ao tesouro para participar!
Isso pode ser algo em torno de sua casa:

Encontre uma meia.

Encontre um tempero aleatório.

Encontre uma foto de família antiga onde alguém esteja usando um chapéu.

 

Ou coisas que eles podem encontrar fora:

Encontre uma folha que tenha quatro cores diferentes.

Encontre uma flor.

Encontre uma pedra.

 

Ou coisas que podem encontrar on-line:

Encontre fatos sobre um determinado tópico.

Encontre um artigo sobre um determinado tópico de um ano específico.

Encontre um tutorial do YouTube sobre um certo fato.

 

Escrito originalmente em inglês por Ashley Bohinc.
Traduzido e adaptado por Carina Cortat e Eder Bizutti.

20 maneiras de se conectar digitalmente com crianças durante a pandemia de Covid-19

Os líderes do ministério infantil já têm muitas tarefas e compromissos, e o COVID-19 acrescentou uma (ou cinco) a mais. Como, por exemplo: ser especialista em inovação digital, ou ser diretor de ligações de Zoom, ou algo desse tipo!

É por isso que aqui, no Pense Laranja, temos conversado com líderes de ministério, professores e até mesmo pais. Assim como você, esses líderes já foram pioneiros em algumas soluções inovadoras para ajudar os ministérios infantis a se conectarem digitalmente. Algumas dessas ideias incríveis, vamos compartilhar  com você e, assim, aprenderemos uns com os outros.

Atenção! Existem dezenas de maneiras para se realizar cada uma das ideias. É por isso que a lista abaixo é apenas um ponto de partida. Afinal, o que um grupo acha ser legal, o outro grupo pode achar ridículo… Portanto, é importante descobrir como cada sugestão funciona e escolher as que melhor se encaixam em cada contexto específico. 

No entanto, para garantir a segurança das crianças on-line, achamos que a melhor plataforma para desenvolver essas ideias é em um grupo privado no Facebook. O líder de pequeno grupo pode convidar os pais a participar, então, a comunicação e as atividades poderão ser centralizadas ali.

Melhor ainda, se você tiver ideias sobre algo que viu ou que tenha feito, pode nos enviar com o objetivo de ajudar outros ministérios. Para tanto, informe-nos e conecte-se conosco em nossa comunidade do Pense Laranja no Facebook!

Show de talentos

Usando um chat de vídeo em grupo (por exemplo, zoom), propicie a cada criança uma oportunidade de mostrar um talento (por exemplo, cantar uma música, fazer uma comédia de stand up, dançar, compartilhar um desenho, resolver um cubo mágico, fazer malabarismos com uma bola de futebol, etc). Dê a cada competidor 90 segundos para demonstrar seu talento e depois passe para o próximo.

 

Grave um show de talentos. Escolha os 10 primeiros colocados, depois convide pais e filhos para assistirem e votarem!

Assistir Netflix em grupo.

Reunir seu grupo para assistir a um programa ou filme, e bater um papo, é uma maneira incrível e divertida de ficar conectado.

Existem algumas maneiras para se fazer isso. Uma opção que exige pouco conhecimento tecnológico é dizer a todos para iniciá-lo ao mesmo tempo e usar o feed de grupo do Facebook para compartilhar comentários. 

De qualquer forma, fique com as classificações apropriadas e certifique-se de que seja algo que as crianças possam assistir. Uma cena inesperada pode fazer com que percam a confiança em você.

Dê uma sugestão de lanche para comerem durante o filme. Peça a cada pai que poste uma foto da família saboreando o lanche durante “o cinema” em casa.

“Acertou em cheio”

Crie sua própria versão de  “Acertou em Cheio”! Pense em algo que não exija o uso do fogão. Publique uma foto de algo com muitas coberturas (por exemplo, bolo, pizza ou sundae de sorvete). Desafie as crianças ou adolescentes a recriar o que virem.

Eles podem usar os ingredientes reais OU podem usar quaisquer outros utensílios domésticos para recriar a sua imagem. Todos postam suas fotos e você prepara uma votação para eleger quem executou mais próximo do original.

Quem é essa criança?

Peça a uma criança do seu grupo para compartilhar uma foto dela fantasiada e permita que o resto do grupo adivinhe quem é. Envie ao vencedor(a) um prêmio, pode ser deixado na porta da casa dele(a).

Almoço de bate-papo

Faça com que seu grupo participe de um bate-papo por vídeo na hora do almoço para vocês simplesmente relaxarem enquanto comem juntos. Nenhuma estrutura mais elaborada é demandada, apenas relaxar enquanto cada um come um sanduíche, ou a comida que a mamãe preparou!

Construa uma história

Escolha uma história, faça uma introdução e cada criança acrescenta uma frase à história. Essa atividade é para estimular a criatividade uns dos outros. Veja por quanto tempo vocês elaboram uma história!

Pesquisas! Enquetes! Enquetes!

As pesquisas são uma forma rápida e fácil para fazer as crianças se envolverem sem demandar muito empenho da parte delas. Elas só precisam clicar em um botão para votar.

 

Você pode fazer enquetes como:

Quais programas você tem assistido?

Quais filmes você tem assistido?

Qual comida você está desejando agora?

Quais atividades você está fazendo agora?

Almoço temático

Pegue a ideia número cinco e avance um pouco mais. Tema do almoço!

Pode ser uma festa do pijama, festa de Natal, festa do chapéu, festa à fantasia, ou seja, basicamente, pode ser qualquer tipo de festa que você puder imaginar. Seja o que for, escolha um tema, estabeleça um horário para o almoço e incentive as crianças a fazerem tudo.

Charadas virtuais ou Imagem em Ação

Atribuir um moderador do jogo. Divida as crianças em times ou cada uma pode jogar por si. Dê a elas a palavra ou frase. Agora, comece a diversão!

Altos e baixos

Escolha um horário do dia ou da semana para você estar no Zoom. Deixe as crianças saberem que você deseja ouvir os altos e baixos do seu dia ou semana.

Superlativos

Faça com que as crianças compartilhem sobre a melhor coisa que fizeram, a melhor coisa que comeram, a coisa mais engraçada que assistiram hoje.

Não se esqueça de explicar a uma criança o que é um superlativo!

Mostre e diga

Faça com que cada criança encontre três fotos ou itens pela casa e compartilhem sobre esses achados.

Servir juntos

Escolha uma casa de repouso ou uma clínica médica para seu grupo escrever notas de encorajamento aos pacientes. Compartilhe o endereço de correspondência com o grupo e desafie todos a enviarem um cartão ou uma carta.

Enviar correio tradicional

Envie algo para suas crianças pelo correio!

Praticamente vão a algum lugar juntos

Conecte-se à transmissão ao vivo do aquário, zoológico ou parque nacional juntos e tenham um bate-papo em grupo sobre isso enquanto fazem o tour virtual! Muitos lugares estão oferecendo essas oportunidades.

Devocionais digitais 

Este é especificamente para os pré-adolescentes. Provavelmente, não há melhor momento do que agora para ajudar as crianças a desenvolverem o hábito diário de passar alguns minutos lendo a Bíblia e orando.

Use um aplicativo da Bíblia on-line. Existem até planos de leitura para pré-adolescentes e você pode convidar seu grupo para fazer os devocionais com você.

Faça uma caça ao tesouro

Dê às crianças “uma caça ao tesouro” para participar!

Pode ser algo dentro de sua casa:

Encontre uma meia.

Encontre um tempero aleatório.

Encontre uma foto de família antiga onde alguém esteja usando um chapéu.

 

Ou coisas que eles podem encontrar fora da casa:

Encontre uma folha que tenha quatro cores diferentes.

Encontre uma flor.

Encontre uma árvore.

 

Ou coisas que podem encontrar on-line:

Encontre fatos sobre um determinado tópico.

Encontre um artigo sobre um determinado tópico de um ano específico.

Encontre um tutorial do YouTube sobre um certo fato.

Desafio Lego

Sugira aos seus liderados montarem algo com o lego e depois mostrarem a arte no grupo.

Crie sua própria dança Fortnite ou uma música tema

Desafie seus filhos a postarem um vídeo da sua própria dança Fortnite ou de alguma música escolhida por vocês.

Desafie-os a se vestirem na própria versão de um personagem Fortnite para a estreia no dance, ou de acordo com o tema escolhido.

Construir algo

Desafie todos em seu grupo a construir algo usando diferentes utensílios domésticos (com a permissão dos pais, é claro!). Convide suas crianças a postarem fotos ou vídeos dessa construção.

 

Dê ao grupo a oportunidade de votar no seguinte:

Uso mais criativo de materiais.

Para construir uma “mansão”.

Uma  casa pequena.

Uma construção mais elaborada.

Esperamos que essas ideias proporcionem oportunidades para você se envolver com o seu ministério. Junte-se ao nosso grupo Pense Laranja no Facebook para falar sobre o que você está trabalhando. Queremos ouvir suas idéias brilhantes também. Compartilhe-as! Mal posso esperar para ouvir de você!

 

Gina McClain
Traduzido e adaptado do inglês por Carina Cortat
https://orangekidmin.com/ways-to-digitally-connect-with-kids-during-the-covid-19-pandemic/

 

Alinhando sua equipe a uma estratégia integrada

“É a sua ESTRATÉGIA, não a sua MISSÃO que acabará determinando o seu sucesso.” –    Reggie Joiner

Sua igreja tem um líder estratégico. Essa pessoa está lá todo fim de semana, certificando-se de que as coisas correm como planejado.

Não é o pastor sênior.

Não é o pastor das crianças

Não é o pastor de jovens

Não é nem o líder de adoração

A pessoa estratégica na sua igreja é aquela no estacionamento que coloca os cones de trânsito. Essa pessoa entende como colocar estrategicamente esses pequenos cones laranjas  pode, em última análise, direcionar duas toneladas de aço na direção que devem seguir.

Como líderes, gastamos muito tempo na visão, missão e valores. Isso é uma coisa muito importante. Mas ter uma missão sólida não promete sucesso. Eu vi muitos líderes desenvolverem uma missão incrível, mas falharem no caminho. Eles falham porque não criaram uma estratégia que mostra como chegar onde querem estar.

Às vezes, com o ritmo da vida e do ministério, pode ser fácil perder de vista o objetivo final e focar apenas no “agora”. Podemos nos perder nos detalhes diários para onde eventualmente olhamos ao redor e perceber que não sabemos mais onde nos estamos indo.

No meu tempo como consultor e líder da igreja, uma das coisas mais comuns que tenho ajudado as igrejas a trabalhar é através da programação. Muitas igrejas na América hoje têm tantos programas que seria difícil entender realmente qual é a sua missão, olhando para o calendário de eventos.

Pense na sua igreja por um minuto. Posso dizer qual é a sua missão olhando para o calendário de eventos?

Se sua resposta for “não”, então você está no lugar certo. É hora de desenvolver uma estratégia integrada para avançar a  alinhar sua equipe, e manter o objetivo em mente. Aqui estão alguns pensamentos para ajudá-lo a criar uma estratégia integrada que garanta o seu sucesso na busca da missão.

1. Mantenha o fim em mente. Se vou fazer uma viagem, primeiro preciso saber para onde estou indo. Se eu não souber para onde estou indo, eu estaria gastando muito mais dinheiro do que queria e definitivamente perdendo a sanidade porque meus filhos no banco de trás querem saber quando chegaremos lá. Seria insano para alguém sair de férias e não saber para onde estão indo. Isso é verdade para nós como líderes. Qual é o seu objetivo final? Qual experiência definitiva você quer que as pessoas da sua igreja tenham? Qual é o jogo final para o envolvimento delas? Depois de ter determinado isso, NUNCA deixe que ele fique em segundo plano em suas conversas com sua equipe.

2. Pense em etapas, não em programas. Programas são programas. Quando você pensa neles como apenas programas, eles se tornam auto suficientes. Quando um programa acaba, acabou. Então o próximo programa começa e assim por diante. Quando você pensa em etapas, cada passo deve estar aproximando você do fim que sua equipe decidiu. Os passos mostram um caminho à frente e mantêm um registro de onde você veio.

3. Alinhe a equipe. Sua equipe DEVE estar na mesma página quando se trata do objetivo final e da estratégia para chegar lá. Se eles não são, você definitivamente encontrará problemas ao tentar seguir em frente. Às vezes, isso é onde decisões difíceis de liderança devem ser tomadas. Se você tiver membros da equipe que não se alinharão com a meta e a estratégia finais, talvez seja hora de aliviá-los de sua posição. Isso não importa se eles são funcionários ou voluntários. Nenhuma pessoa deve estar acima da unidade da equipe.

4. Entenda que cada parte da estratégia é tão importante quanto as outras. Adivinha? O ministério das crianças é tão importante quanto a mensagem do pastor sênior aos adultos no domingo de manhã. O ministério de jovens é tão importante quanto o programa do ministério infantil. O estacionamento esvaziando e reenchendo entre os cultos é tão importante quanto o culto. Quando sua equipe começa a pensar assim, evitando guerras territoriais, sua estratégia pode realmente fugir. Mesmo que as descrições de trabalho possam ser diferentes, é importante que a equipe entenda que nenhum passo da jornada é menos importante que o outro. Se um falhar, todos falharão.

5. Nunca pare de falar sobre a estratégia. Seja um recorde quebrado! Arranje tempo em suas reuniões regulares de equipe para avaliar seu objetivo final e rever as etapas. Eles estão trabalhando? Você precisa reavaliar e inovar? Há coisas acontecendo ao redor da igreja que estão tornando as águas turvas quando se trata de manter o objetivo final em primeiro plano?

Sempre mantenha o objetivo em mente, alinhe sua equipe e crie etapas que mostrem um caminho claro para o sucesso. É isso que cria uma estratégia integrada!

 

Publicado originalmente em inglês em http://orangeblogs.org/orangeleaders/2019/06/24/do-something-you-dont-have-to-do/

Voluntários, vocês são o tempero secreto para qualquer receita!

Escrito originalmente em inglês por Misty Phillips

Querido voluntário, Obrigada por estar na linha de frente do ministério a cada semana. Você desempenha um papel único moldando o futuro das crianças. Não existem cartões de agradecimento suficientes para dizer o quanto nós somos agradecidos pela sua vida. Semana após semana, você planta as verdades de Deus através de seu relacionamento com as crianças  e assim elas aprendem a colocar em prática os princípios Bíblicos.

Obrigada por gastar tempo se aculturando. Este seu trabalho voluntário, não é qualquer trabalho. Algumas coisas não são nada  fáceis, mas você sabe como superar cada uma elas.

Nós sabemos que em cada fase da vida de uma criança existe uma cultura diferente para lidarmos. Olhe para você… gastando tempo para aprender sobre o que acontece em cada idade e fase da vida da criança que  você serve.

Você se torna relacional se envolvendo com o que acontece no mundo das crianças e você entende que diversão é algo importante.

Quando você está ciente de cada fase em que as crianças que você serve se encontram, você apoia a visão da sua igreja. Quando você está ciente da fase das crianças, você cria um relacionamento com elas e elas começam a confiar em você. Você então, se encontra com elas, exatamente ali onde elas estão e assim você fala diretamente para a vida delas e as ajuda a colocarem em prática o que aprenderam e você tem a possibilidade de apresentá-las ao amor de Deus através da conversa e comunicação. Você as encaminha para uma fé de segunda a sábado, que elas podem se apoderar e vivenciar no dia a dia.

E voluntários, vocês nos surpreendem pela maneira com a qual vocês se aproximam dos pais e os trazem para perto e os conectam com o ministério. Você é uma outra voz na vida de uma criança e assim faz uma parceria com os pais. Você entra em contato  com as crianças durante a semana e pergunta como elas estão…

Por que? Porque você lembra o que é ser uma criança. Coisas, como fazer lição de casa e brincar no parquinho… Voluntário, você é o molho maravilhoso e especial que impacta as crianças  da sua igreja.

Muito obrigada!

 

O Porquê e o Como na Construção de uma Cultura Sólida de Pequenos Grupos

“Círculos são melhores que fileiras.”

Nossa igreja tem sido uma das centenas que adotaram essa frase na última década, como um grito para uma comunidade autêntica. Para aqueles na equipe que lideram a próxima geração, significa que priorizaremos os relacionamentos quando quisermos organizar e estruturar nosso ministério. De nossos bebês até nossos alunos do ensino médio, desejamos que todas as crianças de nossos ministérios sejam conhecidas pelo nome e tenham um lugar no qual fazem parte. E acreditamos que a melhor maneira de conseguir isso é liderar de maneira pequena.

Por que desenvolver uma cultura de Liderança Pequena? Porque mesmo o plano de Deus não tendo mudado, as relações com a igreja mudaram.

A liderança pequena é um belo reflexo do Evangelho. Ao criar uma Cultura de Pequena Liderança, Reggie Joiner nos lembra que a narrativa da Bíblia está ancorada no fato de que Deus se tornou um homem para que pudesse provar o quanto Ele nos ama. Ele apareceu como pessoa para demonstrar o quanto nós somos importantes. Para nos provar que somos conhecidos por Ele e nos convencer de que pertencemos à Sua família.

Este sempre foi o plano de Deus e isso não mudará. O que tem que mudar são as estratégias de discipulado que levam a igreja a falhar.

Toda pessoa viva tem uma capacidade limitada. Todos os dias, há muito que podemos pensar, muito que podemos fazer, muitos relacionamentos nos quais podemos investir. À medida que as igrejas crescem e as necessidades das famílias se aprofundam, nós, como pastores, percebemos que restringimos a influência de relações. Então, e se convidássemos líderes de pequenos grupos para pastorearem conosco, enquanto estabelecemos, orientamos, desenvolvemos e desafiamos a fé da próxima geração juntos? A cada semana, os líderes de pequenos grupos têm a mesma oportunidade de aparecer, assim como Jesus fez na encarnação. Isso significa estar presente para um grupo de crianças ou estudantes que precisam ser avisados, talvez pela primeira vez, de que eles são importantes.

“Os recursos mais valiosos para ajudar as pessoas a verem Deus são as pessoas em sua igreja que conhecem a Deus.” –
Reggie Joiner

Se acreditamos na importância de priorizar o relacionamento, temos que estar dispostos a nos comportar de uma maneira que proporcione aos relacionamentos o que eles precisam para prosperar: uma estrutura sólida, líderes sólidos e uma experiência sólida.

Você pode começar reunindo sua equipe do ministério e fazendo as seguintes perguntas:

Estrutura Sólida

  • Existe um líder e uma equipe designados para supervisionar a estratégia de pequenos grupos?
  • Quais ajustes podem ser feitos nos programas existentes do ministério, de modo que eles sejam etapas para colocar as crianças em grupos?
  • Seus calendários sazonais e semanais complementam ou criam um conflito entre o que acontece na cultura da igreja e em casa?

Líderes Sólidos

  • Qual é a porcentagem de seus líderes que mudaram seus turnos para assumir uma responsabilidade semanal?
  • Com que frequência seus líderes são agradecidos, encorajados e treinados?
  • Você tem uma estratégia clara na forma como você convida e ensina novos líderes em seu ministério?

Experiência Sólida

  • Seus recursos e currículo apoiam os líderes com o que eles precisam a cada semana?
  • Como o seu espaço físico é projetado e administrado para ajudar pequenos grupos a vencer?
  • Todos entendem como avaliar relacionamentos de pequenos grupos e a experiência do grupo?

Peter Drucker diz: “A cultura come estratégia como café da manhã”.

Em outras palavras, os valores da nossa equipe podem estar em nossas cabeças e em nossos corações, mas…

se eles não forem transferidos para nossas mãos e se tornarem hábitos…

se nossos comportamentos não corresponderem às nossas crenças…

se não estivermos abertos à ideia de agir de acordo com um novo modo de pensar…

ENTÃO nossa estratégia não leva a nada.

A chave para criar uma Cultura de Pequenos Grupos não é que você só acredite no impacto que líderes de pequenos grupos podem ter na vida de uma criança, mas que se comporte como você. Lembre-se de que, embora o nosso mundo esteja sempre mudando, o plano de Deus continua o mesmo… e isso é uma boa notícia! Como líderes do ministério, sejamos corajosos em introduzir a mensagem de uma comunidade autêntica em nossas estruturas, lideranças e experiências, até que cada criança seja conhecida e tenha um lugar no qual faz parte.

Este post foi originalmente escrito em inglês por Daniel De Jesus | 14  de março de 2018 e traduzido e adaptado para o português por Equipe Pense Laranja.

Construindo Confiança Com Os Pais Como Um Líder de Pequeno Grupo

Inerentemente, ser um líder de pequeno grupo leva em si muita responsabilidade. Você está sendo confiado a poucos pelo menos uma vez por semana e mais tarde alguns mais, especialmente quando eles vão crescendo. Isso não é algo que alguém deveria fazer de qualquer jeito. Existe uma quantidade incrível de confiança e compromisso que precisam entrar nesses relacionamentos. E por mais influência que você tenha, em última análise, você não é os pais deles. Você não tem a palavra final para essas jovens vidas. Então, como você poderia cuidar e nutrir a relação com os pais, para que você possa continuar a falar à vida de seu pequeno grupo?

Comunicação
É importante que seu pequeno grupo entenda que podem confiar completamente em você. Mas também é importante que os pais deles saibam isso. Separe um tempo para comunicar suas expectativas e suas intenções com eles. Certifique-se de que eles sabem que você sempre irá informá-los se houver algum tipo de situação grave e fatal, mas eles precisam confiar em sua discrição e entender que você está tentando construir confiança também. Eles precisam ter a certeza de que você não irá privá-los de nada desnecessariamente. Também é uma boa idéia informá-los sobre os seus planos de passeios, encontros, festas de aniversário, etc., independentemente da idade do seu pequeno grupo! Os pais de crianças de Ensino Médio apreciam a comunicação tanto quanto os pais dos alunos do Ensino Fundamental I e II. Certifique-se de que você não está guardando segredos quando se trata de como você lidera seu pequeno grupo.

 

Conexão
Quando você se casar, você deve aceitar a família do seu parceiro como a sua, mesmo que essas relações nem sempre sejam fáceis. O mesmo vale para o seu pequeno grupo. Você está ligado com os pais das crianças, queira você ou não! Não ignore isso. Em vez disso, faça um esforço e aproveite o tempo para se conectar com eles. Considere reunir-se com os pais de vez em quando, ou, pelo menos, regularmente mandar mensagens através de e-mail ou texto. Deixe-os saber que você ainda está por perto, e lembre-os de que você está lá pelos filhos deles. Tente planejar uma excursão de pequeno grupo com as família e onde todos são convidados. Dê aos pais  oportunidades de saberem e participarem dos assuntos nos quais você está trabalhando com o seu pequeno grupo. Dentro do possível, faça tudo o que puder para incluí-los e ajudá-los a permanecerem conectados ao grupo, permitindo que essa confiança cresça entre os pais e você.

 

Cuidado
Você pode se comunicar e tentar se conectar durante todo o dia, mas se você não está fazendo isso com cuidado genuíno, todo esforço será perdido. A comunicação deve ser feita com bom senso, e ainda sim não exageradamente. Às vezes, precisamos lembrar que a bondade e o cuidado tomam um longo caminho para que se possa construir uma boa conexão com as pessoas. Mostrar que se preocupa com os pais dos seu pequeno grupo é uma das coisas mais simples e profundas que você pode fazer por elas. Recordar nomes, aniversários, marcos familiares e outras informações também contribuem para mostrar o quanto você se importa. Essas pessoas são mais do que apenas um nome da sua lista. Eles têm que lidar com os filhos deles diariamente, tomando decisões difíceis e passar por situaçōes que você nem pode imaginar. Mostre empatia. Aprenda a amar e respeitar papel deles.

Em última análise, você ocupa grande parte do poder aqui. Com certeza, você irá lidar com alguns pais difíceis. Mas você só pode controlar a si mesmo e a sua resposta à situação em questão. Não estrague as coisas pela forma como você se comunica, conecte-se ou se preocupe com os pais de seu pequeno grupo . Arregace as mangas e faça tudo o que puder para gerar confiança.

 

Este post foi originalmente escripo por por David Clark | 19 de outubro de 2017 e traduzido e adaptado para o português por Mateus Amorim.