30 maneiras de se conectar digitalmente com os adolescentes durante a pandemia da COVID-19

Os líderes de adolescentes geralmente têm muitos empregos, e a COVID-19 adicionou um (ou cinco) a mais, de especialista em inovação digital, ou diretor de vídeo chamadas… Algo desse tipo!

É por isso que o Pense Laranja, tem incentivado conversas com líderes de ministério realmente inteligentes, a saber, pessoas como você, que já foram pioneiras em algumas soluções inovadoras para ajudar os ministérios de jovens a se conectarem digitalmente.

Queremos compartilhar algumas dessas ideias incríveis aqui, de forma a aprendermos uns com os outros.

Atenção! Existem dezenas de maneiras para realizarmos cada uma dessas ideias. É por isso que a lista abaixo é apenas um ponto de partida. Afinal, o que um grupo considera legal, o outro pode achar chato (você entendeu, né?). Portanto, é importante CONTEXTUALIZAR e descobrir como isso funciona melhor em seu grupo!

Melhor ainda, se você tiver ideias sobre algo que viu ou fez, e gostaria de enviar para ajudar outros ministérios, compartilhe conosco por meio da nossa comunidade no Facebook!

1. Show de talentos
Usando a vídeo chamada em grupo, dê a cada participante a oportunidade de mostrar um talento. Por exemplo, cantar uma música, tocar um violão, fazer stand up de comédia, dançar, compartilhar um desenho, fazer malabarismos com uma bola de futebol, etc. Pode ser algo espontâneo ou algo para você se empenhar numa campanha on-line.

Eleve para o show. Grave o show de talentos. Escolha os 10 primeiros e convide os pais dos artistas  para assistirem e votarem!

2. Jantar de gala
Muitos adolescentes do nono ano ficaram chateados por perderem a oportunidade de ir à formatura.

Que tal se você reunir esses grupos digitalmente para mostrar as roupas “chiques”, proporcionando uma boa oportunidade para eles se produzirem, hein?  Dê a eles a chance de se encorajarem, estimulando uns aos outros, e peça para sentarem num lugar legal para fazerem uma refeição juntos, estando todos engomadinhos!

Use uma função de captura de tela para tirar “fotos do jantar de gala”, de forma que todos possam compartilhar, caso queiram.

3. Jogos On-line
Agora pode ser a melhor hora para começar a jogar os jogos on-line que eles tanto gostam! Que a sorte esteja sempre a seu favor. Existem vários jogos por aí, tais como: Uno on-line, Monopoly, AmongUS, etc.

4. Sessão de Filme On-line
Reunir o grupo para assistir a um programa, documentário ou filme, e bater um papo, é uma maneira incrível e divertida de ficar conectado.

Existem algumas maneiras de se fazer isso. Uma opção, que exige pouco domínio tecnológico, é dizer a todos para iniciar ao mesmo tempo, proporcionando uma conversa em grupo durante o filme (você pode utilizar o Whatsapp, Telegram ou, até mesmo, o chat dos aplicativos de vídeo chamada).

Dica profissional: veja o filme antes da sua turma. Uma cena inesperada pode fazer com que você perca a confiança.

5. Show de cozinha
Crie um programa de culinária digital. Use ingredientes que provavelmente já tenham em casa, como leite, farinha, açúcar ou chocolate. Que tal fazer um brigadeiro juntos? 

Ainda, você pode criar a aula,  ou convidar uma pessoa mais velha da sua igreja para ensinar, ou dar a cada participante dois a três minutos para apresentar e explicar como fazer uma determinada receita de alguma categoria específica e, em seguida, mostrar o produto final que eles fizeram.

6. Competição acirrada
Desafios podem deixar os pais nervosos, mas, também, podem deixar os adolescentes interessados ​​em participar!

Faça um vídeo estimulando os adolescentes a participarem de alguns desafios. Coisas como fazer o maior empilhamento de bolas de papel, o avião de papel que voa mais longe, mover o biscoito da testa para a boca no menor tempo possível.

Escolha um vencedor para cada desafio e dê a eles um prêmio, se possível, envie um chocolate. Você pode fazer vários desafios por dia, ou fazer um desafio a cada dia!

7. TIK TOK Divertido
Use o recurso do TikTok para recriar vídeos divertidos que sua equipe fez.  Faça com que eles recriem os vídeos TikTok que você fez usando este recurso!

Dica Extra: Caso você ou seus adolescentes não tenham uma conta no Tik Tok, você pode fazer um vídeo curto no celular e encaminhar a eles.

8. Alto-Falante mascarado
Convide alguém para dar uma mensagem para o grupo. Detalhe, a pessoa deverá estar mascarada e fantasiada. Permita que os participantes tenham a oportunidade de adivinhar quem é. Envie ao vencedor um prêmio pelo correio ou leve você mesmo até a residência do adoelscente. Não esqueça a máscara!

Dica Profissional: Você pode pedir que a pessoa altere um pouco o tom de voz, ou utilize um aplicativo para isso.

9.  Programas de perguntas e respostas
Lembra quando os Programas de perguntas e respostas eram um grande negócio? Faça sua própria versão com seus adolescentes on-line! Seja sobre qualquer coisa, ou deixando os adolescentes colocarem as questões juntas para apresentá-las para o grupo!

Dica Profissional: Você já ouviu falar do “Perguntados”? É um ótimo aplicativo com muitas perguntas sobre diversos assuntos.

10. Qual é a música?
Selecione algumas músicas que seus adolescentes conhecem, e faça pequenas pausas nas letras. Peça que os participantes continuem cantando. Vence quem acertar a letra da música corretamente e falar o título da música.

11.  Apresentando um programa de entrevistas
Crie uma programação com um convidado e um jogo, onde o monólogo é o tempo de ensino.
Você encontra sugestões de brincadeiras neste link.
https://www.usmagazine.com/entertainment/pictures/jimmy-fallon-hilarious-talk-show-games-201561/43237/ (em inglês)

12. Contando uma história
Ao vivo, leia uma história para seu grupo (um livro real, ou da Bíblia, ou um devocional). Certifique-se de ter alguém respondendo a perguntas na transmissão ao vivo, conforme eles as enviarem!

Uma variação divertida são as histórias de crianças. Basta pegar um livro infantil e riscar os nomes de todos os personagens. Substitua-os pelos nomes dos participantes do seu grupo. Faça uma chamada à noite, contando uma história para dormir, sendo eles os personagens da história.

13. Bate papo de almoço
Faça com que seu grupo participe de algum tipo de bate-papo por vídeo na hora do almoço. Será divertido marcar um horário para comerem juntos, mesmo que virtualmente, quebrando a rotina.

14. Tutoriais
Conecte os adolescentes com outros grupos ou com adultos que podem ensiná-los sobre diferentes assuntos, por telefone ou por vídeo chat. Pode ser feito por grupo de interesses: chame um gamer para dar dicas, ou uma profissional de maquiagem para dar uma aula de automaquiagem. Certifique-se de ter vários adolescentes e adultos envolvidos durante a chamada, de maneira que não haja nenhum constrangimento por um chat de vídeo individual.  

15. Construa uma história
Escolha uma ordem para cada participante adicionar uma frase à história. Desenvolvam a criatividade uns dos outros. Veja em quanto tempo vocês conseguem concluir a história!

Opção que exige pouco domínio tecnológico: crie um vídeo de você mesmo dizendo uma frase (não mais do que oito segundos) sobre alguma história, e envie esse vídeo para um adolescente. Esse adolescente pega o vídeo de oito segundos que você criou, o coloca em algum software de criação de vídeo simples e adiciona uma frase própria (não mais do que oito segundos).

Em seguida, eles enviam para outro adolescente e também de volta para você. O próximo participante faz o mesmo: adiciona à sua história uma frase e a envia para um novo adolescente, e de volta para você. Você deve monitorar a duração da história e compartilhá-la nas redes sociais assim que estiver concluída.

Lembre-se de que um vídeo muito longo será um desafio durante a troca de mensagens entre todos. É essencial que todos sigam o prazo sugerido e copiem você como o líder em cada texto ao enviarem a história para um novo adolescente.

Isso pode ser melhor para pequenos grupos ou ministérios com um número pequeno de adolescentes. 

16. PASSEIO VIRTUAL PELO QUARTO
Você pode aprender muito sobre seus adolescentes conhecendo seus quartos. Eles compartilham com um irmão (ã)? Eles ganharam algum prêmio por alguma coisa? O que é esse pôster ou foto?

Dica profissional: coloque um cronômetro de 5 a 10 minutos (ou o tempo que você estipular por pessoa) em seu telefone e avise quando o cronômetro acabar.

17. ISSO OU AQUILO
Escolha uma hora do dia, ou um período de tempo, e uma lista de itens por categorias para estabelecer um duelo (crie uma lista), para o qual você vai convidar seus adolescentes para o evento.

Ideias para o duelo de temas: o que eles preferem e o porquê?

TikTok ou Snapchat?

Snapchat ou Instagram?

Facebook ou Instagram?

Coca ou Pepsi?

Futebol ou tênis?

Adidas ou Nike?

YouTube ou Google?

Netflix ou YouTube?

Adicione um painel e determine um item vencedor a cada duelo!

18. Dever de casa
Faça das tarefas domésticas uma competição entre os adolescentes. Exemplo: dê aos adolescentes uma tarefa e o primeiro a voltar para a videochamada ganha.

Publique algo como: “Se alguém está limpando o quarto agora, ligue o Zoom e vamos todos limpar nossos quartos ao mesmo tempo enquanto conversamos”.

19. Guia dos curiosos
As pesquisas são uma forma rápida e fácil de fazer com que os adolescentes se envolvam sem muito empenho da parte deles. Eles só precisam clicar em um botão para responder.

Você pode usar enquetes como:

Quais programas você está assistindo?

Quais filmes você está assistindo?

Que comida você está querendo agora?

Quais atividades você está fazendo agora?

Crie suas próprias enquetes, de acordo com o seu grupo.

20. Uma videochamadas tematica
Pode ser uma festa de Pijamas, festa de Natal, chapéu, festa à fantasia. Basicamente, qualquer tipo de festa que você possa imaginar. Seja o que for, escolha um tema para sua reunião e incentive os adolescentes a participarem.

21. JOGO DE CHARADAS
Escolha alguém para ser o apresentador do jogo. Divida os adolescentes em equipes ou jogue cada um por si. Diga uma  palavra ou frase. Caso não acertem com a primeira rodada de palavra, diga a eles outra palavra de forma a ajudá-los a descobrir qual é a palavra chave. Então, vamos começar a diversão!

22.  DESENHANDO JUNTOS
Faça um desenho simples como um sol.

Dê instruções aos adolescentes para irem desenhando sem verem o seu desenho. Eles podem apenas seguir suas instruções como: um círculo dentro do outro, um “traço de dois centímetro fora do círculo” um em cima, um em cada lateral e outro na parte debaixo do círculo, etc.

23. SALA DE BATE PAPO
Escolha um horário do dia / semana para você sempre estar no Zoom. Deixe os adolescentes saberem que você deseja ouvir os altos e baixos do seu dia / semana.

24. SUPERLATIVOS
Peça aos adolescentes para compartilharem sobre a melhor coisa que fizeram, a melhor coisa que comeram e a coisa mais engraçada que assistiram hoje. Ou, depois de uma atividade em grupo, dê ao nosso grupo superlativos para essa atividade.

Não se esqueça de explicar ao adolescente do ensino médio a respeito do que é um superlativo!

25. MEMÓRIA E AÇÃO
Mostre, em sua tela, seis objetos por um minuto, e cada participante deverá memorizar estes objetos para procurá-los pela casa e mostrar na câmera. Quem trouxer primeiro o máximo de objetos será o vencedor. Pode ser: uma fruta, um travesseiro, um rolo de papel higiênico, um durex, uma meia e um shampoo.

26. SERVIR JUNTOS
Encontre uma necessidade. Compartilhe uma necessidade da sua região. Pensem em atividades e formas criativas em meio a pandemia na qual eles podem servir a uma mesma causa. Exemplo: doando alimentos, roupas, etc.

Procure alguma organização que esteja arrecadando alimentos para doar. Em caso de enchente, há muito a se fazer.

27. CORREIO ELEGANTE
Você já ouviu falar em correio tradicional?  Ele ainda existe, sabia?! 

Pergunte aos adolescentes se eles receberam alguma carta de alguém pelo correio tradicional.

Escrevam uma carta ou um cartão para algumas pessoas durante a chamada. Encontre uma forma de enviar pelo correio para as pessoas da sua igreja.

Envie algo para seus adolescentes pelo correio! Cartões postais digitais ou virtuais em seus e-mails podem ser uma maneira super divertida para se conectarem.

 

28. VIRTUALMENTE JUNTO NO CULTO
Que tal proporem para assistirem à transmissão do culto juntos? Pode ser uma boa ideia.

29. DEVOCIONAL EM GRUPO COM A YOUVERSION
Provavelmente não há melhor momento do que agora para ajudar os adolescentes a desenvolverem o hábito diário de passar alguns minutos lendo a Bíblia e orando. O “YouVersion Bible App” é um ótimo lugar para fazer isso. Existem planos de leitura para cada série XP3, e você pode convidar outras pessoas para fazer os devocionais com você.

Quer se conectar com eles? Libere vídeos devocionais rápidos de 60 segundos para seus adolescentes, mostrando você lendo ou falando através do devocional.

 

30. CAÇA AO TESOURO
Dê aos adolescentes uma caça ao tesouro para participar!
Isso pode ser algo em torno de sua casa:

Encontre uma meia.

Encontre um tempero aleatório.

Encontre uma foto de família antiga onde alguém esteja usando um chapéu.

 

Ou coisas que eles podem encontrar fora:

Encontre uma folha que tenha quatro cores diferentes.

Encontre uma flor.

Encontre uma pedra.

 

Ou coisas que podem encontrar on-line:

Encontre fatos sobre um determinado tópico.

Encontre um artigo sobre um determinado tópico de um ano específico.

Encontre um tutorial do YouTube sobre um certo fato.

 

Escrito originalmente em inglês por Ashley Bohinc.
Traduzido e adaptado por Carina Cortat e Eder Bizutti.

20 maneiras de se conectar digitalmente com crianças durante a pandemia de Covid-19

Os líderes do ministério infantil já têm muitas tarefas e compromissos, e o COVID-19 acrescentou uma (ou cinco) a mais. Como, por exemplo: ser especialista em inovação digital, ou ser diretor de ligações de Zoom, ou algo desse tipo!

É por isso que aqui, no Pense Laranja, temos conversado com líderes de ministério, professores e até mesmo pais. Assim como você, esses líderes já foram pioneiros em algumas soluções inovadoras para ajudar os ministérios infantis a se conectarem digitalmente. Algumas dessas ideias incríveis, vamos compartilhar  com você e, assim, aprenderemos uns com os outros.

Atenção! Existem dezenas de maneiras para se realizar cada uma das ideias. É por isso que a lista abaixo é apenas um ponto de partida. Afinal, o que um grupo acha ser legal, o outro grupo pode achar ridículo… Portanto, é importante descobrir como cada sugestão funciona e escolher as que melhor se encaixam em cada contexto específico. 

No entanto, para garantir a segurança das crianças on-line, achamos que a melhor plataforma para desenvolver essas ideias é em um grupo privado no Facebook. O líder de pequeno grupo pode convidar os pais a participar, então, a comunicação e as atividades poderão ser centralizadas ali.

Melhor ainda, se você tiver ideias sobre algo que viu ou que tenha feito, pode nos enviar com o objetivo de ajudar outros ministérios. Para tanto, informe-nos e conecte-se conosco em nossa comunidade do Pense Laranja no Facebook!

Show de talentos

Usando um chat de vídeo em grupo (por exemplo, zoom), propicie a cada criança uma oportunidade de mostrar um talento (por exemplo, cantar uma música, fazer uma comédia de stand up, dançar, compartilhar um desenho, resolver um cubo mágico, fazer malabarismos com uma bola de futebol, etc). Dê a cada competidor 90 segundos para demonstrar seu talento e depois passe para o próximo.

 

Grave um show de talentos. Escolha os 10 primeiros colocados, depois convide pais e filhos para assistirem e votarem!

Assistir Netflix em grupo.

Reunir seu grupo para assistir a um programa ou filme, e bater um papo, é uma maneira incrível e divertida de ficar conectado.

Existem algumas maneiras para se fazer isso. Uma opção que exige pouco conhecimento tecnológico é dizer a todos para iniciá-lo ao mesmo tempo e usar o feed de grupo do Facebook para compartilhar comentários. 

De qualquer forma, fique com as classificações apropriadas e certifique-se de que seja algo que as crianças possam assistir. Uma cena inesperada pode fazer com que percam a confiança em você.

Dê uma sugestão de lanche para comerem durante o filme. Peça a cada pai que poste uma foto da família saboreando o lanche durante “o cinema” em casa.

“Acertou em cheio”

Crie sua própria versão de  “Acertou em Cheio”! Pense em algo que não exija o uso do fogão. Publique uma foto de algo com muitas coberturas (por exemplo, bolo, pizza ou sundae de sorvete). Desafie as crianças ou adolescentes a recriar o que virem.

Eles podem usar os ingredientes reais OU podem usar quaisquer outros utensílios domésticos para recriar a sua imagem. Todos postam suas fotos e você prepara uma votação para eleger quem executou mais próximo do original.

Quem é essa criança?

Peça a uma criança do seu grupo para compartilhar uma foto dela fantasiada e permita que o resto do grupo adivinhe quem é. Envie ao vencedor(a) um prêmio, pode ser deixado na porta da casa dele(a).

Almoço de bate-papo

Faça com que seu grupo participe de um bate-papo por vídeo na hora do almoço para vocês simplesmente relaxarem enquanto comem juntos. Nenhuma estrutura mais elaborada é demandada, apenas relaxar enquanto cada um come um sanduíche, ou a comida que a mamãe preparou!

Construa uma história

Escolha uma história, faça uma introdução e cada criança acrescenta uma frase à história. Essa atividade é para estimular a criatividade uns dos outros. Veja por quanto tempo vocês elaboram uma história!

Pesquisas! Enquetes! Enquetes!

As pesquisas são uma forma rápida e fácil para fazer as crianças se envolverem sem demandar muito empenho da parte delas. Elas só precisam clicar em um botão para votar.

 

Você pode fazer enquetes como:

Quais programas você tem assistido?

Quais filmes você tem assistido?

Qual comida você está desejando agora?

Quais atividades você está fazendo agora?

Almoço temático

Pegue a ideia número cinco e avance um pouco mais. Tema do almoço!

Pode ser uma festa do pijama, festa de Natal, festa do chapéu, festa à fantasia, ou seja, basicamente, pode ser qualquer tipo de festa que você puder imaginar. Seja o que for, escolha um tema, estabeleça um horário para o almoço e incentive as crianças a fazerem tudo.

Charadas virtuais ou Imagem em Ação

Atribuir um moderador do jogo. Divida as crianças em times ou cada uma pode jogar por si. Dê a elas a palavra ou frase. Agora, comece a diversão!

Altos e baixos

Escolha um horário do dia ou da semana para você estar no Zoom. Deixe as crianças saberem que você deseja ouvir os altos e baixos do seu dia ou semana.

Superlativos

Faça com que as crianças compartilhem sobre a melhor coisa que fizeram, a melhor coisa que comeram, a coisa mais engraçada que assistiram hoje.

Não se esqueça de explicar a uma criança o que é um superlativo!

Mostre e diga

Faça com que cada criança encontre três fotos ou itens pela casa e compartilhem sobre esses achados.

Servir juntos

Escolha uma casa de repouso ou uma clínica médica para seu grupo escrever notas de encorajamento aos pacientes. Compartilhe o endereço de correspondência com o grupo e desafie todos a enviarem um cartão ou uma carta.

Enviar correio tradicional

Envie algo para suas crianças pelo correio!

Praticamente vão a algum lugar juntos

Conecte-se à transmissão ao vivo do aquário, zoológico ou parque nacional juntos e tenham um bate-papo em grupo sobre isso enquanto fazem o tour virtual! Muitos lugares estão oferecendo essas oportunidades.

Devocionais digitais 

Este é especificamente para os pré-adolescentes. Provavelmente, não há melhor momento do que agora para ajudar as crianças a desenvolverem o hábito diário de passar alguns minutos lendo a Bíblia e orando.

Use um aplicativo da Bíblia on-line. Existem até planos de leitura para pré-adolescentes e você pode convidar seu grupo para fazer os devocionais com você.

Faça uma caça ao tesouro

Dê às crianças “uma caça ao tesouro” para participar!

Pode ser algo dentro de sua casa:

Encontre uma meia.

Encontre um tempero aleatório.

Encontre uma foto de família antiga onde alguém esteja usando um chapéu.

 

Ou coisas que eles podem encontrar fora da casa:

Encontre uma folha que tenha quatro cores diferentes.

Encontre uma flor.

Encontre uma árvore.

 

Ou coisas que podem encontrar on-line:

Encontre fatos sobre um determinado tópico.

Encontre um artigo sobre um determinado tópico de um ano específico.

Encontre um tutorial do YouTube sobre um certo fato.

Desafio Lego

Sugira aos seus liderados montarem algo com o lego e depois mostrarem a arte no grupo.

Crie sua própria dança Fortnite ou uma música tema

Desafie seus filhos a postarem um vídeo da sua própria dança Fortnite ou de alguma música escolhida por vocês.

Desafie-os a se vestirem na própria versão de um personagem Fortnite para a estreia no dance, ou de acordo com o tema escolhido.

Construir algo

Desafie todos em seu grupo a construir algo usando diferentes utensílios domésticos (com a permissão dos pais, é claro!). Convide suas crianças a postarem fotos ou vídeos dessa construção.

 

Dê ao grupo a oportunidade de votar no seguinte:

Uso mais criativo de materiais.

Para construir uma “mansão”.

Uma  casa pequena.

Uma construção mais elaborada.

Esperamos que essas ideias proporcionem oportunidades para você se envolver com o seu ministério. Junte-se ao nosso grupo Pense Laranja no Facebook para falar sobre o que você está trabalhando. Queremos ouvir suas idéias brilhantes também. Compartilhe-as! Mal posso esperar para ouvir de você!

 

Gina McClain
Traduzido e adaptado do inglês por Carina Cortat
https://orangekidmin.com/ways-to-digitally-connect-with-kids-during-the-covid-19-pandemic/

 

Quatro primeiros importantes passos  ao iniciar o Pense Laranja

Bem-vindo à família Pense Laranja! Estou certa de que o caminho que você seguiu para implementar o Pense Laranja foi uma jornada agradável. Você enfrentou inúmeras reuniões e alterações orçamentárias. Você se questionou e fez perguntas difíceis. Você deu um passo de fé para liderar crianças, adolescentes e famílias, e está confiando em Deus sobre o futuro desconhecido do seu ministério. Você acredita que Jesus realmente pode fazer a diferença na vida dos jovens, e  que vale a pena se fazer presente na vida de uma criança.

 

Meu nome é Carina e sou uma especialista do Pense Laranja. Assim, sei muito bem das dificuldades que vocês encontram. Os especialistas são experientes no ministério e nossa paixão é ajudar você a vencer! Estamos aqui para ajudá-lo a maximizar a Estratégia do PL e o uso de todos os recursos que oferecemos.

 

Observe que eu digo estratégia, não currículo. Somos uma estratégia e temos um currículo! Definimos estratégia como um plano de ação com um objetivo em mente. Acreditamos que é a sua estratégia, não a sua missão que determina o seu sucesso. Se você combinar o coração da família (vermelho) com a luz da igreja (amarelo), terá um impacto maior (laranja).

 

Coração da Família + Luz da Igreja = Pense Laranja.

 

À medida que você continuar sonhando alto e começar a pensar Laranja, estaremos aqui para ouvir seus objetivos e abraçar a visão da sua igreja, e ajudá-lo a desenvolver seus melhores próximos passos. Reserve um tempo para refletir sobre o passado, a realidade atual e o futuro do seu ministério!

 

Etapa 1: Conecte-se com um especialista do Pense Laranja

 

É importante você conhecer a nossa estrutura. Entre em contato com a nossa equipe e agende uma conversa com um dos nossos especialistas. Eles poderão explicar toda a estrutura do currículo, bem como, te ajudar a navegar pelos próximos passos.

 

Etapa 2: Faça sua lição de casa. Qual é o seu porquê?

 

Como líderes, não podemos liderar outros para onde ainda não fomos. Lembre-se, temos quatro lentes para focar: nossas equipes, pais, voluntários e crianças.  Nosso propósito é influenciá-los e liderá-los. Tome uma xícara de café e reserve um tempo para mergulhar no guia de treinamento. O nosso assinante tem acesso à nossa plataforma de treinamento. Assista aos vídeos, leia as visões gerais, imprima o material e coloque-os em seu escritório. Comece a se apropriar da razão do que você faz! Enquanto você lê, sempre tenha um bloco de notas ou seu aplicativo de anotações aberto, e registre seus pensamentos e suas perguntas. Você pode fazer um apresentação com a sua equipe! Quanto mais você convidar seus líderes para a jornada, mais ela se tornará a visão deles também!

 

Etapa 3: Dimensione-o. Agora que você sabe o porquê, decida como!

 

Você não precisa usar todas as peças de uma só vez, nem o tempo todo, contudo, você precisa de um plano. Lembre-se de que este plano estará sempre em mudança. Não existe um modelo único e você aprenderá isso à medida que continuar a implementar os materiais. Quais peças você usará nos primeiros três meses? Dê a si mesmo uma janela de tempo para experimentar as coisas. Onde seus pequenos grupos se encontrarão? Como será sua experiência em grandes grupos? Existem requisitos técnicos especiais? O que seus líderes de pequenos grupos precisam para ter sucesso? Eu recomendo que você imprima uma lição inteira e a leia de cima para baixo. Isso ajudará você a começar a visualizar como sugerimos o layout e, em seguida, você poderá personalizá-lo para atender às suas necessidades.

 

Etapa 4: Conecte-se e mantenha-se conectado.

 

Nós não fomos criados para ficarmos sozinhos. Não faça o ministério dessa maneira! Podemos conectá-lo a outros líderes do PL da sua região. Outra forma é participando das conversas em nossos grupos do facebook para parceiros do First Look, 252 kids e XP3. Esses grupos são para assinantes, portanto, você estará na boa companhia dos líderes que estiverem na mesma sintonia que você. Faça uma pergunta e aprenda com as respostas compartilhadas por outros líderes com ideias semelhantes.

 

Portanto, não esqueça: conecte-se a um especialista do PL, faça a sua lição de casa e dimensione-a! Estamos muito felizes por você fazer esta parceria conosco. Estamos apenas começando e as possibilidades são infinitas! Lidere!

 

Escrito por Stephanie Porter

Traduzido e adaptado por Carina Cortat

 

Estratégia, não um currículo!

Nós acreditamos que ministério é mais do que um currículo. Por isto,  tudo o que fazemos se encaixa na visão geral da estratégia Laranja. No livro PENSE LARANJA do Reggie Joiner, encontramos a razão da estratégia ser tão importante.

Um currículo provê informação, mas a estratégia traz ensinamentos com um propósito final em mente. Há conceitos chaves  que uma criança precisa aprender em cada idade, conceitos específicos para  cada fase de vida, que vai desde o nascimento até os 18 anos. Estamos falando de princípios e experiências que proporcionam a ela um crescimento real no relacionamento com Jesus Cristo. Quando temos uma estratégia geral, um plano mestre, o resultado final sempre levará a criança ao nosso objetivo final.

O currículo equipa líderes, a estratégia os desenvolve.

A estratégia ajuda os líderes a focar naquilo que é correto, ou seja, a desenvolver voluntários e líderes, e a conectar-se com pais, crianças e adolescentes. Esta mudança de FOCO permite concentrar nosso tempo e energia para o crescimento das pessoas do nosso ministério e nos ajuda a crescermos como líderes.

Um currículo facilita as reuniões, a estratégia prioriza a comunidade.

O papel do pequeno grupo é elevado quando você tem uma estratégia específica para cada idade. Cada criança ou adolescente precisa ter um líder adulto em sua vida, no qual ela pode confiar e que também comunica coisas semelhantes àquelas que os pais estejam comunicando. Nós acreditamos que o pequeno grupo é o primeiro lugar onde a verdade é processada, afinal, é ali que  adultos e crianças desenvolvem um relacionamento. É o lugar onde eles se sentem seguros para fazerem perguntas e, assim, internalizar a verdade.

Um currículo  substitui os pais, uma estratégia conecta-se a eles.

A estratégia busca criar um alinhamento entre a igreja e o lar. Por mais que nos esforcemos em maximizar o impacto que causamos nesta geração, o tempo que a criança e o adolescente passam em casa tem uma relevância enorme no desenvolvimento espiritual deles. Isto se dá não somente durante as horas em que estão em casa, mas, principalmente, pelo vínculo do relacionamento entre pais e filhos.  Por isso, é muito importante sermos estratégicos na maneira de nos conectarmos com os pais, fortalecendo o relacionamento pais-crianças.

Um currículo provê informação, uma estratégia mobiliza crianças e adolescentes a experimentarem o que eles estão aprendendo.

Nós acreditamos que o ensino vai  além do formato  de uma exposição básica da lição, é uma maneira pela qual  as crianças e os adolescentes irão experimentar a verdade fundamental.

 

Um currículo provê informação, uma estratégia mobiliza a ação.

Na nossa perspectiva, um componente chave para a fé vir a fazer parte do DNA de nossos estudantes é eles serem ativos no ministério, recebendo, assim, a chance de se tornarem parte da igreja local. Não devemos esperar até que “um dia” eles finalmente sintam o desejo de servir, sem antes termos dado a oportunidade deles experimentarem o significado de servir no corpo de Cristo. Uma parte fundamental do crescimento espiritual é o serviço.  

3 Mentiras Que Líderes do Ministério dizem a si mesmos

Po 

Como uma ilustração de sermão, uma vez eu preguei de uma escada. Mas eu não apenas sentei em um dos degraus inferiores. Não, eu preguei por meia hora do degrau mais alto de uma escada de 6 metros. Aquela que diz “Cuidado: isso não é um passo!” Eu pensei que era uma maneira brilhante de envolver o público. Eu não sabia que isso serviria como nada mais do que a pior distração possível.

Ninguém ouviu uma palavra que eu disse porque eles estavam com medo de eu cair. Eu não estava preocupado ou nervoso. Eu tenho um bom equilíbrio e as alturas não costumam me intimidar. Mas quando a mensagem terminou e desci da escada, ouvi suspiros de alívio.

Eu coloquei uma quantidade indevida de estresse na minha audiência. Em suas mentes, eu arrisquei meu bem-estar para fazer um ponto, um que eles não conseguiam nem mesmo começar a compreender por causa de seu alarme de preocupação comigo.

Como líder do ministério, fazemos o mesmo para aqueles que se importam conosco. Temos amigos, familiares e mentores que estão preocupados com o nosso bem-estar. Eles veem o ritmo que corremos, as longas noites e a falta de sono. Estamos comprometidos em cuidar daqueles que lideramos, mas estamos comprometidos em cuidar de nós mesmos?

No mundo do ministério, o esgotamento pode ser nosso maior obstáculo. É a arma final do diabo, seu Megazord (para todos os fãs de Power Ranger). Se ele pode te deixar maltrapilho, ele vai. Se ele pode destruir sua saúde, ele irá. Se ele pode fazer você desprezar o seu trabalho, ele fará.

Se quisermos encontrar uma maneira de combater os esquemas do inimigo, temos que identificar comportamentos não saudáveis e eliminá-los de nossas rotinas diárias. Não conheci muitas pessoas com uma ligação temporária, mas conheço muitas pessoas que gerenciam o ministério delas como se houvesse uma data de expiração. Lembre-se … isso não é uma venda a descoberto! É um compromisso fixo de 30 anos. Algumas coisas precisam mudar se quisermos durar no ministério.

Para começar, vamos reconhecer as mentiras que nos dizemos. Em seguida, tome medidas para contornar o efeito em nossos cronogramas.

1. Esta é apenas uma temporada agitada.

Uma “estação Agitada” ter um começo claro e um final definido. A queda na temperatura dura por três meses, mais ou menos algumas semanas, mas só ocorre uma vez por ano. Isso é uma apenas uma temporada. Ou seja. Se sua movimentada temporada começou no começo do ano e não parou, é hora de avaliar e priorizar. Há um perigo real quando temos apenas duas temporadas: estar no meio de algo grande ou se preparar para a próxima grande coisa.

Passo de ação: Avalie o seu horário e determine o que o está tornando mais ocupado. Coloque uma data final nesses itens.

2. Na próxima semana será melhor.

A realidade é que na próxima semana não será diferente da semana passada sem mudança intencional. Às vezes, olhamos para as circunstâncias atenuantes que enfrentamos nos últimos dias e concluímos que isso nunca acontecerá novamente (o que pode ou não ser verdade). Então, mais uma vez, começamos a planejar uma programação completa sem considerar as esquisitices que, sem dúvida, surgirão na próxima semana também. É um ciclo sem fim.

Passo de ação: Bloqueie o tempo na sua agenda para o inesperado.

3. Todos entendem.

A maioria das pessoas corta sua folga ocasionalmente, mas algo acontece quando os contratempos de agendamento se tornam um padrão. Muito em breve aqueles que você lidera se sentem negligenciados e aqueles com os quais trabalhamos o desconsideram. Todos podem ter ficado bem com a reunião que você perdeu uma vez, mas não assuma que todos ainda estão bem com a forma como sua programação

mal realizada está os afetando.

Passo de ação: Fale com outros líderes voluntários para ajudar a avaliar o projeto que você está construindo.

Essas são mentiras muito reais que dizemos a nós mesmos. Algo tem que mudar se pretendemos que o ministério seja um chamado vitalício. Nenhuma mentira.

Publicado originalmente em inglês em http://orangeblogs.org/orangeleaders/2019/06/24/do-something-you-dont-have-to-do/

Transição para uma estratégia Pense Laranja em um cenário denominacional

Por Frank Bealer

Trabalhar com crianças e famílias em igrejas denominacionais pode criar desafios únicos. Muitas vezes eu ouço frases do tipo “Eu gostava muito de ir a igreja quando era criança” ou outras frases como “Isto é o que faz o programa de crianças da minha denominação, ser único e importante”. Assim como algumas tradições denominacionais são tão ricas e importantes, elas também podem nos impedir de fazer as mudanças necessárias para influenciar a vida dos jovens.

Quando nos deparamos para viver uma transição curricular ou para uma nova estratégia, que seja adotar uma Estratégia do Pense Laranja, o simples de fato de lançar uma nova visão e obter apoio, pode ser uma tarefa assustadora. Aqui estão algumas dicas que, espero, poder ajudar as pessoas em contextos denominacionais a entender o que está em jogo e o que deve mudar se quisermos transformar as tendências atuais.

Comece com as estatísticas

A nostalgia é uma reação comum e poderosa aos métodos denominacionais. Muitos de nossos pais podem ter imaginado criar seus filhos na mesma igreja e no mesmo programa em que cresceram. Mas hoje, não é a mesma igreja ou a mesma cultura em que foram criados, e é importante que encontremos um caminho para mostrar como as coisas mudaram. Podemos fazer isso começando com as estatísticas. Os jovens estão saindo de nossas igrejas aos montes. As estimativas mais modestas apontam que os jovens, variando de 50% a 60% deles, deixam a fé. A denominação em que eu ministro atualmente, estima-se uma perda de 70 a 80 por cento! Portanto, é fundamental que comuniquemos a crise que existe atualmente entre os jovens e a fé. A melhor maneira de fazer isso é mostrar os fatos. Os números, quando apresentados, fornecem um lembrete de que há uma crise acontecendo, e o que temos feito em nossas denominações não tem funcionado para trazer nossos filhos para uma vida de fé.

Faça as estatísticas reais.

Enquanto queremos começar com os números, é importante colocar nomes e faces nesses números também. Podemos aproveitar as famílias em nossas comunidades, compartilhando histórias ou apontando que nenhum avô quer que metade de seus netos se afaste da fé. Algo deve ser feito. Eles são mais do que apenas estatísticas, são nomes, rostos e relações familiares que estão em jogo. É importante para todos. Isso também nos dá uma oportunidade para apontar as várias razões pelas quais os jovens se afastam da igreja. Raramente é por causa de desacordo com lições ou doutrinas. Na maioria das vezes, é um relacionamento (ou a falta dele) que estava no centro de tudo.

Como os estudos indicam que um adolescente com dois ou mais relacionamentos adultos (não pagos, não familiares) saudáveis na igreja tem maior probabilidade de continuar a buscar a fé. Daí, talvez uma estratégia diferente possa ajudar. Talvez o caminho seja encontrar mais líderes e não focar tanto em mais lições.

Visão para um líder.

Se as estatísticas são comunicadas e os rostos foram colocados nos números, então é mais fácil para aqueles que são nostálgicos sobre os métodos denominacionais ver a necessidade de mudança. Lançar essa visão, no entanto, raramente produz melhor resultado em grandes grupos. Na verdade, na maioria das vezes, a abordagem mais eficaz é simplesmente recrutar um líder de cada vez. Quando tomamos nosso tempo recrutando líderes e lançando uma nova visão, modelamos a importância do método relacional que estamos promovendo. Mostramos que eles são valiosos como um líder em potencial, e eles podem mostrar esse valor para outros líderes, para as crianças ou adolescentes que estarão liderando.

Ainda há muitas maneiras de incorporar tradições ou doutrinas denominacionais únicas dentro da estrutura da Estratégia e dos currículos do Pense Laranja. Um pequeno líder de grupo pode encontrar tempo para passar valores únicos antes de uma celebração de batismo. Uma tradição que é importante para a sua comunidade pode ser incluída com um elemento que a torne mais relacional, ou de uma maneira que conecte líderes de pequenos grupos e pais.

No final, a mudança nunca é rápida e fácil. Mas quando comunicamos o que está em jogo com estatísticas e histórias, e quando lançamos a visão de algo melhor para um líder de cada vez, podemos sim, encontrar maneiras de promover uma nova estratégia em prol de nossos filhos, e ainda encaixarmos qualidades que tornam nossas denominações únicas.

Originalmente publicado em inglês em  http://orangeblogs.org/orangeleaders/2019/05/22/transitioning-to-an-orange-strategy-in-a-denominatio.

Escopo e Ciclo 2019 – 2020

A equipe criativa do 252 Kids e FIRST LOOK está empolgada em revelar nosso Escopo e Ciclo 2019-2020.

Para aqueles que não estão familiarizados com este documento, deixe-me explicá-lo.

A primeira página do escopo e do ciclo inclui o material básico por trás de cada lição do Currículo do Pense Laranja, incluindo os 9 Ensinamentos Principais que conectam todas as faixa etárias. Esses Ensinamentos são baseados no que Jesus diz no Seu Maior Mandamento: Amar a Deus, Amar os Outros, Amar a Vida.

A segunda página mostra como os temas do ano se conectam aos Ensinamentos Principais  que são apresentados ao longo de cada mês.

As páginas de três a seis incluem as Histórias da Bíblia, Versos para Memorização, Ideia Principal ou Perguntas-chave e o Aplicativo de Vida para cada mês no caso do 252KIDS. Cada tema também inclui uma descrição da série que explica como cada mês é uma reflexão ou uma resposta ao caráter de Deus como visto através de Jesus e das Escrituras.

No caso do 252KIDS a  página seis estabelece quais  App para a Vida serão cobertos a cada mês. É assim que as histórias da Bíblia se conectam ao mundo cotidiano das crianças.

A página final no caso do FIRST LOOK inclui a arte do tema com as  quais as crianças irão experimentar.

Esperamos que esses documentos sejam úteis à medida que você projeta a visão da sua igreja para o que suas famílias irão experimentar nos próximos dois semestres. Estamos felizes em saber como as crianças crescem em seu relacionamento com Jesus através do que aprendem.

CLIQUE AQUI para baixar o escopo e o ciclo  do First Look

CLIQUE AQUI para baixar o escopo e o ciclo  do 252KIDS

 

 

O Que Torna a Estratégia Pense Laranja Única.

escrito por Abbey Carr

A cor Laranja representa muitas coisas únicas. É a cor do mamão, das tangerinas e das cenouras. São os nossos heróis e heroínas ‘laranjinhas’ que saem pelas ruas limpando nossas cidades. O mousse de maracujá e o suco de laranja são geralmente os nossos preferidos.

Tudo isso para dizer que, a cor Laranja, em todas as suas várias formas é conhecida por ser tanto especial como também única. Não há exceção quanto a isso quando se trata dos recursos do ‘Estágios de Vida’ do currículo Pense Laranja, ‘Suporte de Parceiros’ e ‘Eventos’. Todos os componentes estratégicos do currículo Pense Laranja merecem ser explorados, mas vamos nos concentrar nestes três como foco deste artigo. Tá bom assim?

Estágios de Vida

Como um líder de ministério infantil, uma das coisas que primeiro me atraiu para o Pense Laranja foi o fato de que a estratégia do currículo Pense Laranja oferece uma visão maravilhosa e um plano consistente para as crianças de seu ministério desde o nascimento delas até os *18 anos de idade. Você não somente irá compartilhar a visão geral de parceria com os pais e criar uma “cultura voluntária” consistente com a equipe de seu ministério e as famílias da igreja, mas também o Pense Laranja irá prover um escopo e ciclo para cada currículo de faixas etárias, então você poderá mapear e ver onde você está indo e como você vai chegar lá através do currículo de todas as faixas etárias e estágios.

Como você pode perceber, com o Pense Laranja, nada é feito por acaso. Tudo é filtrado através da lente do desenvolvimento infantil, certificando-se de que o conteúdo é relevante e aplicável ao público que você está lidando. Por isso, as crianças são capazes de compreender facilmente os conceitos bíblicos e aplicá-los em seu dia-a-dia. É realmente muito surpreendente. Não somente isso, mas as crianças e seus voluntários AMARÃO os recursos e terão muita DIVERSÃO de semana a semana. Então, você pode estar pensando: Isso parece ótimo e tudo mais, mas e se houver doutrinas específicas da igreja que precisam ser cobertas? Sem problemas! Todos os nossos currículos são completamente editáveis ​​para se adequarem ao seu contexto específico. Dá pra acreditar? Os recursos do ‘Estágios de Vida’  do Pense Laranja é o que há. Pode acreditar!

Se você quiser saber mais sobre os currículo, confira nossa amostra gratuita no site: http://penselaranja.com.br/

Suporte de Parceiros

Vamos ser honestos, liderar um ministério infantil pode ser bastante solitário às vezes. É por isso que o Pense Laranja é tão grande em comunidade. Sabemos que você poderá ter idéias, pensamentos ou divagações que gostaria de compartilhar com um líder que tem a mesma mentalidade, ou talvez você só tenha dúvidas sobre as melhores práticas de como usar o currículo e os recursos do Pense Laranja. Procure no nosso time de Especialistas Pense Laranja. Toda igreja inscrita que obtém uma licença do uso do currículo poderá ter contato com um especialista do Pense Laranja para ajudá-los a caminhar através de tudo relacionado a ele.

Quer saber mais sobre o que um especialista do Pense Laranja faz e quem é seu especialista do Pense Laranja? Confira quem são eles no nosso site http://blog.penselaranja.com.br/ e obtenha mais detalhes. Se você é um assinante do currículo e gostaria de se juntar à nossa comunidade, vá no Facebook “Parceiros do 252 Basics” e “Parceiros do First Look”  para se conectar com outros líderes.

Eventos

Todo mundo lembra do primeiro grande show que vocês foram. O meu foi do Aerosmith. Por favor, me não julgue. De qualquer forma, todos podemos concordar que ir a eventos divertidos e bem executados pode nos inspirar como nunca antes. Há algo de especial em estar em um espaço com um grupo de pessoas focadas na mesma missão, movendo-se na mesma direção que energiza todos nós. É isso que torna todos os eventos do Pense Laranja tão únicos e especiais.

Se você nunca esteve em um evento do Pense Laranja no Brasil ou na Conferência anual do Orange nos Estados Unidos, mova isso para o topo da sua lista de afazeres. Os eventos do Pense Laranja são projetados para não apenas treiná-lo e equipá-lo para mais um ano de ministério incrível, mas também para inspirar, motivar, encorajar e conectá-lo com um grupo de pessoas que se preocupam com a próxima geração tanto quanto você. Ah, e também queremos garantir que você se esbalde enquanto estiver lá. Quer verificar detalhes sobre a Encontro do Pense Laranja em setembro? Faça a si mesmo um favor e entre em contato conosco através da página Pense Laranja @penselaranjaoficial no Facebook e receba informações.

 

Ajudando Voluntários a Passar pela Mudança

Era hora de mudar, era hora de alterar o serviço de sábado às 16h00 para as 17h00. Passamos meses pesquisando os melhores horários de atendimento, pedindo informações às famílias e discutindo a mudança com as partes interessadas. (Eu não sabia que os horários de serviço tinham partes interessadas.) Quando chegou o dia da mudança, no entanto, choro e reclamações foram ouvidos por quilômetros de distância. Por mais de um ano, cartas anônimas foram colocadas no local de oferta, implorando, ameaçando, exigindo o retorno do serviço de sábado às 4 da tarde. Como poderia um simples turno de 60 minutos causar tanto alvoroço?

Se você está na liderança há muito tempo, tenho certeza de que tem suas próprias cicatrizes de uma mudança que você liderou. Talvez você tenha alterado uma política, pintado uma parede ou retirado um programa. Por que a mudança causa tamanha angústia? Ou as pessoas são más ou a mudança é difícil. Embora certamente existam pessoas más, acho que a razão subjacente para a resistência é que passar por uma mudança é difícil.

Portanto, a escolha é evitar mudanças sempre que possível ou aprender formas eficientes de conduzi-las. Embora uma mudança sempre cause angústia para algumas pessoas, acho que há passos que podemos seguir para, efetivamente, conduzi-la de maneira saudável, com o mínimo de revolta possível.

Passo Um: Identifique a cultura 

É importante entender como a cultura de sua igreja responde às mudanças em geral. Algumas culturas gostam de mudar. Se eles não tiverem uma grande mudança em algumas semanas, eles começam a procurar algo para alterar.

Do outro lado do espectro está a cultura avessa à mudança, onde a tradição é importante, o “novo” é suspeito e o status quo é reverenciado.

Aqui está um teste simples para saber se sua cultura gosta ou é avessa à mudança. O que seria necessário para mudar a cor de uma parede no berçário?

Avessa à mudança: uma reunião de comissão, um voto congregacional e um milagre.

Gosta de mudar: um balde e um pincel.

Passo Dois: Entenda os líderes 

Para liderar uma mudança de forma eficaz, é essencial entender como outros líderes processam as mudanças. Os extremos opostos do espectro são representados por dois homens pelos quais tenho muito respeito: Harold e Rick.

Harold é meu sogro e é avesso às mudanças. Ele tinha um buraco na parte de trás de várias calças, porque sua cadeira no trabalho tinha uma mola solta e ele escolheu continuar sentando nela, mesmo com a mola, ao invés de trocar de cadeira. Rick é um pastor com o qual trabalhei uma vez, e é um visionário incrível que ama a mudança. Seu lema é: “se Deus me der uma visão hoje, por que eu esperaria até amanhã para agir?”.

Quando você está trabalhando com uma equipe, é importante identificar os “Harolds” e os “Ricks” em seu time. Com os Harolds, você precisa dispender muito tempo explicando a mudança, enquanto os Ricks estão mais interessados ​​no resultado potencial.

Passo Três: Convoque a equipe 

Um dos princípios que me norteiam é algo que aprendi em um curso de administração na Dale Carnegie, há alguns anos: “As pessoas apoiarão um mundo que ajudaram a criar”. Poucas pessoas gostam de mudanças que são impostas, mas a maioria apoiará as mudanças que elas ajudaram a construir.

Passo Quatro: Espalhe a notícia 

Todo mundo gosta de estar no caminho certo, por isso é importante “espalhar” a mudança iminente para as pessoas mais afetadas antes de fazer um grande anúncio. Muitas vezes, a resistência à mudança é, na verdade, aversão à surpresa. O tempo gasto conversando pessoalmente com cada um para compartilhar a razão por trás da mudança e expor a visão para o futuro valerá a pena no longo prazo.

Passo Cinco: Lance a visão 

Quando é hora de compartilhar a mudança com o grande grupo, comece sempre com o “por que” por trás dessa mudança.

  • Por que não podemos continuar fazendo isso da maneira que sempre fizemos.
  • Embora o status quo seja confortável, por que não podemos ficar onde estamos.
  • Por que a mudança, mesmo sendo desafiadora, valerá a pena no final.

É fácil ignorar o “Por que” e ir direto para “O Que”, mas as pessoas precisam entender o ímpeto por trás da mudança para entrarem na nova realidade.

Passo Seis: Permaneça nesse caminho 

Muitas vezes, o impacto imediato das mudanças significativas é de piorar as coisas. A taxa de comparecimento cai, o engajamento também e as reclamações disparam. A reação natural é correr e voltar atrás, para a segurança da forma como costumávamos fazer as coisas, mas isso é um erro. Assim como Moisés se recusou a voltar ao Egito, como líderes, temos que resistir ao clamor e dar uma chance à mudança.

Embora administrar mudanças seja um desafio, é também um fator essencial. Auxiliar as pessoas a navegarem pela mudança de maneira saudável ajuda-as a crescer como indivíduos, fortalece a organização e aumenta nossa própria eficiência como líderes.

Este post foi originalmente escrito em inglês por Geoff Surratt | 9  de maio de 2018 e traduzido e adaptado para o português por Equipe Pense Laranja.

Recrutando Voluntários para o Grande Grupo

Você se lembra de quando você era apenas uma criança e um líder se levantava para ensinar na igreja? Eles eram tão monótonos. Eles seguravam uma pasta e liam a história bíblica para o grupo com pouquíssima paixão e entusiasmo. Talvez eles paravam entre cada frase, o que parecia levar em torno de 10 minutos.

Espere.

Espere um segundo (som de disco riscado).

Não, você não se lembra dessa época por causa da maneira que ensinavam.  Na verdade, é um milagre que você ainda esteja na igreja. Deus certamente é bondoso!

Aqui está uma coisa importante: se quisermos que as crianças se lembrem das histórias bíblicas e das verdades da Palavra de Deus, é importante que não as apresentemos de maneira que façam elas cair no sono. A apresentação deve ter energia e paixão, fazendo com que as crianças se engajem, ficando envolvidas do início ao fim.

Você pode estar dizendo: “Eu quero isso, mas como encontro as pessoas certas?” Quando você está recrutando, muitas vezes só tentamos olhar em volta da igreja para encontrar as pessoas que não estão servindo em nenhum lugar. Nós quase nunca iniciamos uma conversa com uma pessoa que não conhecemos pedindo para ela servir. No entanto, quando se trata de recrutar alguém para estar no palco na frente de um Grande Grupo, realmente não deveria ser tão difícil. Em vez de procurar as pessoas que só não estão servindo, procure as pessoas que exalam os traços que você deseja. Essas pessoas geralmente se destacam. Elas são extrovertidas, amigáveis, às vezes barulhentas, tipicamente riem muito e, naturalmente, têm energia e paixão em tudo o que elas fazem. Procure pessoas que mostrem esse presente dado por Deus em vez de alguém para preencher uma necessidade.

Observe a diferença:

“Ei José, eu estava pensando se poderíamos conversar sobre você liderar o Grande Grupo”.

Ou

“Ei, José, notei algo sobre você. Você sempre é tão positivo, divertido e é ótimo quando você está por perto. Você parece apaixonado e tem tanta energia. Você já pensou em permitir que Deus usasse esses pontos fortes no palco? Acredito que você seria um Superstar na frente das crianças. “

Quando você se aproxima de alguém, comece a apontar os pontos fortes dele, e como você pode ver Deus usando esses pontos no ministério.

Faça uma lista dos dons e pontos fortes que você precisa para o cargo. Quando você começar a procurar os dons, ao invés de preencher buracos, você começará a ter mais sucesso encontrando as pessoas certas para o lugar certo.

Este artigo foi traduzido originalmente da pagina  http://orangeblogs.org/252basics/large-group-recruiting/em (inglês) por Eder Bizutti e revisado por Sergia Kelling (dia 8/março/2018)